Abraços

Um dia cheguei, bati à porta e entrei. Do outro lado desta porta sempre entreaberta uma família, da qual rapidamente viria a sentir-me membro, esperava-me e tu há muito que dela fazes parte.

Não foram dias fáceis, mas de cada vez que passava aquela porta, sentia-me em casa, num sítio em que podia finalmente tirar o fardo que carregava aos ombros e descansar. A aproximação foi rápida, e rapidamente surgiram noites e mais noites de conversas, desabafos, risos e esperanças…

Noite após noite, palavra após palavra, soubeste ler no fundo dos meus olhos, ler-me a alma e descobrir o que eu tentava esconder a todo o custo. Graças à tua aproximação calma, serena, cautelosa, e positiva, decidi baixar as defesas e dar-te a conhecer aquilo que, mesmo ocultando, já tu conhecias, o meu mundo… Neste momento, fico feliz por ter tomado essa decisão, de te ter deixado entrar, e passei a ser eu mesma a revelar-te o que por cá se passa, sem teres de adivinhar, sem teres de ler no meu fundo… Hoje, fazes também parte do que se esconde do outro lado, és parte do meu mundo e por isso o compreendes tão bem. Hoje, e a cada dia que passa, a proximidade aumenta, tornando a distância mais dolorosa.

Em breve partirás, mas como tantos outros que um dia partiram, terás sempre um cantinho especial, só teu. E quando precisares, podes ocupar este espaço que é teu, no meu mundo, para nos rirmos juntas, para chorarmos juntas, para o que for preciso. Além disso, haverá sempre espaço para muitos abraços!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: