palavras…

Que vontade louca de escrever, com palavras que não existem, que não consigo imaginar. Que necessidade de deitar cá para fora tudo aquilo que é tão incerto que sinto, que rapidamente deixo de sentir.

É o querer retomar palavras ditas um dia, escritas numa noite escura e fazê-las brilhar hoje, com um raio de sol. Sentir que o que senti um dia foi bom e querer senti-lo de novo, vezes sem conta num mundo realista, sem ilusões da infância, sem sonhos de histórias de encantar.

Há palavras que não consigo escrever, que não consigo passar às palavras ditas, palavras que doem só de pensar, palavras que iluminam a noite chorosa. Há tantas palavras que o meu dicionário não quer incluir, tantas outras que eu desejava que fizessem parte dele…

Sim, são apenas palavras e disso não passam, mas são elas que nos permitem fazer parte do mundo, dizer “amo-te” ou “não te quero mais”!

São apenas palavras que tenho para ti…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: